• Categoria: Livros
  • 6 Aplicativos incríveis para escritores


    • Escrever é uma das paixões compartilhadas por muitos leitores, seja profissionalmente ou como um hobby, a escrita não perde a sua importância para quem ama colocar a criatividade em dia e explorar os diversos gêneros literários. Pensando nisso, por que não aproveitar a tecnologia para dar aquele empurrãozinho no desenvolvimento das histórias e claro, organizar melhor o seu universo literário?

    • Por isso, nessa postagem você encontrará 5 apps incríveis para escritores e que certamente serão capazes de ajudar no seu processo criativo.
    • Confira:

           Character Story Planner


    • Um app simples e com ótimos recursos que podem auxiliar na criação de um universo completo, descrevendo cenas, lugares do mundo, personagens por meio de categorias separadas para cada assunto.

            Write Down


    • Desenvolvido com um objetivo básico, esse app oferece uma maneira mais fácil de fazer o planejamento da sua história podendo separar seus textos em pastas.

            Writer Tools


    • Um dos mais famosos da categoria, o app oferece recursos que caem como uma luva para os escritores que estão familiarizados a escrever por smartphone.

            Character Story Planner 2 – World Building


    • Uma segunda versão do Character Story que conta com  recursos semelhantes e aprimorados com foco na criação de mundos.

            Inkarnate


    • Já pensou em simular o mapa do seu universo literário?
    • No Inkarnate é possível criar um mapa perfeito para histórias de fantasia, principalmente com elementos medievais da forma que desejar, adicionando elementos como montanhas, água e tudo mais.

            Fantasy Generator


    • Um site que contém vários geradores muito completos que vão desde nomes, cidades, raças, personagens, ilhas, lugares e até mesmo cultura para acrescentar ao seus mundos.
    •  
    • Essas foram algumas dicas de hoje que estão disponíveis na Google Store para download.
    QUERO LER O POST COMPLETO

    Midnight Sun: Autora da saga crepúsculo anuncia lançamento de novo livro


    O casal que marcou a adolescência de muitos fãs da saga (Foto: Crepúsculo)
    Recentemente uma nova onda de animação surgiu entre os fãs da saga Crepúsculo após a autora da saga Stephanie Mayer anunciar oficialmente o seu retorno com mais uma história vampiresca para os seus leitores, dessa vez sob o ponto de vista de Edward Cullen.

    O próximo volume se chamará ''Midnight Sun'' e irá contar a história do primeiro livro de acordo com o ponto de vista de Edward Cullen. O livro seria lançado na mesma época que os volumes anteriores, entretanto após o vazamento do conteúdo da obra na internet, Stephanie decidiu suspender o lançamento de ''Midnight Sun''.




    Em um vídeo recente anunciado no Twitter, confira o vídeo, Stephanie menciona o motivo por querer lançar o livro recentemente:

    "Espero que este livro dê a meus leitores um pouco de satisfção e, leve uma chance de viver em um mundo imaginário por um tempo", disse ela. "Não posso expressar o quanto agradeço a paciência dos meus leitores e o apoio deles ao longo dos anos necessários para concluir o 'Midnight Sun".

    O livro já possui data de lançamento oficial marcada ainda para 2020.

    Além disso, em 2020 o primeiro volume da saga que conquistou muitos fãs completa 15 anos, um motivo ainda melhor para essa surpresa que a autora nos reservou. ''Midnight Sun'' já conta com prévia de lançamento no EUA marcada para 4 de agosto, sem informações sobre o lançamento no Brasil até o momento. 

    QUERO LER O POST COMPLETO

    Sandman: Obra de Neil Gaiman ganhará novo box colecionável



    Sandman é uma das séries em quadrinhos mais icônicas e ganhará em breve uma adaptação para série que está sendo desenvolvida pela Netflix. Enquanto isso, um box colecionável da obra de Neil Gaiman foi anunciado e surpreendeu novamente os fãs.O box contará com 10 livros de bolso em uma maleta ilustrada por Dave McKean, incluindo as histórias principais da obra de Neil Gaiman no conjunto. 

    Estarão presentes também no material Endless Nights, The Dream Hunters e o prequel Overture

    Confira:





    O conjunto tem data de lançamento marcada para 29 de setembro de 2020, mas já  se encontra disponível para pré-venda através da Amazon pelo valor de 250$. Entretanto, os fãs estão especulando que o valor do box receba um desconto em breve.

    SOBRE SANDMAN


    ''O universo de Sandman segue Dream conhecido também como Morfeu, o Senhor dos Sonhos. Ele é um dentre os sete perpétuos, manifestações antropomórficas de aspectos comuns dos seres vivos – Destino, Morte, Sonho, Delírio, Desespero, Destruição e Desejo. Os perpétuos não são considerados Deuses, mas entidades responsáveis pelo ordenamento da realidade e sua existência mantém em equilibro o universo físico dos seres vivos.

    Depois de ficar em cativeiro por 70 anos, Morfeu terá que fazer uma jornada para recuperar seus objetos de poder e trazer ordem aos Sonhos. ''


    A versão live action produzida pela Netflix contará com Gaiman como escritor e produtor do projeto desenvolvido pelo serviço de streaming. Ainda não foram revelados mais detalhes, mas certamente é uma oportunidade de visitar o universo de Sandman enquanto esperamos pela adaptação.

    QUERO LER O POST COMPLETO

    4 Livros incríveis para ler em 2020






    Hey amores, tudo bem? 

    Espero que tenham tido um excelente começo de 2020, por aqui as coisas estão a todo vapor e voltando ao ritmo habitual de publicações aqui no Blog. Custamos a acostumar com a primeira semana do ano, né? 

    Aproveitando a data de hoje, 07 de janeiro que é comemorado oficialmente o dia do leitor, não poderia faltar um post especial aqui no Blog. Leitura é uma paixão compartilhada por muitas pessoas e sem dúvidas um dos mais belos hobbies também. E para comemorar o nosso dia, trouxe uma breve postagem com 4 livros ótimos para ler em 2020 e que certamente encantarão aos leitores.


       

    A RAINHA VERMELHA


    Esse sem dúvidas é uma das minhas sagas literárias favoritas. A premissa é bem diferenciada e super interessante, Victoria Aveyard criou um mundo onde a protagonista Mare Barrow tem que conviver com uma realidade onde a sociedade é dividida por sangue, vermelho ou prateado. Ela e sua família são plebeus de sangue vermelho, nascidos para servir a elite prateada que é tida como quase Deuses. 

    Ela acaba conseguindo um emprego no palácio e logo uma série de intrigas e conspirações tomam conta dessa trama. Mare é uma protagonista incrível e certamente faz o leitor se encantar por ela.  





    O NOME DO VENTO 


     O Nome do Vento é o primeiro volume da trilogia  e encanta por muitos motivos, uma fantasia mágica, empolgante e que cativa o leitor até a última página. 

    Ninguém sabe ao certo quem é o herói ou o vilão desse fascinante universo criado por Patrick Rothfuss. Na realidade, essas duas figuras se concentram em Kote, um homem enigmático que se esconde sob a identidade de proprietário da hospedaria Marco do Percurso.  O nome do vento acompanha a trajetória de Kote e as duas forças que movem sua vida: o desejo de aprender o mistério por trás da arte de nomear as coisas e a necessidade de reunir informações sobre o Chandriano - os lendários demônios que assassinaram sua família no passado.




    CORTE DE ESPINHOS E ROSAS


    Uma história conhecida como misto entre ''Game of Thrones e A Bela e a Fera'', Corte de Espinhos e Rosas traz um universo repleto de ação, intrigas e romance. Depois de anos sendo escravizados pelas fadas, os humanos conseguiram se libertar e coexistem com os seres místicos.

     Feyre acaba sendo forçada a se tornar uma caçadora para salvar sua família e após matar uma fada, ela é arrastada para uma terra mágica e cheia de armadilhas onde acaba tendo que lidar com algo que ela só ouvia em lendas. 

    E vamos concordar que o trabalho da capa desse livro é lindo demais, né? 




    THE WITCHER - A SAGA 


    Para quem acompanha o Blog, com certeza já deve ter visto passar uma Resenha dessa saga por aqui. Com todos os holofotes voltados para a recente adaptação da Netflix, poucas pessoas sabem que existe uma saga literária incrível que deu vida a todo aquele universo que pudemos ver na série. 
     A saga The Witcher de Andrzej Sapkowski encanta por apresentar uma realidade crua, paralelo a uma trama onde a magia é muito mais complexa do que se pode imaginar. O primeiro volume traz a narrativa em contos, para tornar romances nos próximos livros.
    Leia mais:


    Essas foram algumas indicações para essa data especial, desejo um excelente dia do leitor para vocês e que nesse ano de 2020 possam rechear suas mentes com muitas histórias cativantes. 

    Um grande beijo e até a próxima. 
    QUERO LER O POST COMPLETO

    The Witcher: O Sangue dos Elfos



    Faltando pouco menos de um mês para a estreia da adaptação da série The Witcher pelo serviço de streaming Netflix, lá vamos nós com mais uma resenha da saga do bruxo Geralt de Rívia, que estou lendo pela segunda vez para trazer como conteúdo aqui no Blog. O terceiro volume da saga nos revela algumas surpresas e o desenrolar de acontecimentos envolvendo o cenário pós-guerra desse universo.

    Logo de início, é notável que o autor optou por mudar o estilo de narrativa, deixando o formato de contos de lado e aderindo a narrativa linear. As passagens de tempo entre um capítulo e outro são consideráveis, compreensíveis, além das mudanças constantes de pontos de vista, que busca mostrar as situações que cada um dos personagens apresentados nos dois primeiros livros como Jaskier, Ciri, Geralt e Yennefer estão enfrentando. E claro, introduzir ao leitor uma nova personagem, a tão mencionada Triss Merigold, a alegre feiticeira de cabelos cor de castanhas que chega para fazer a sua primeira aparição na saga. 


    SINOPSE

    '' Para se tornar bruxo, é preciso ter nascido sob a sombra do destino, e não são muito os que nascem nessas condições. É por isso que somos tão poucos. Envelhecemos, morremos e não temos a quem transmitir nosso conhecimento e nossas aptidões. Faltam-nos substitutos, e este mundo está cheio do Mal, que apenas espera que sumamos de vez.''

    Geralt de Rívia. 

    Geralt de Rívia é um bruxo sagaz e habilidoso. Um assassino impiedoso e de sangue-frio treinado, desde a infância, para caçar e eliminar monstros. O irônico, cínico e descrente Geralt de Rívia perambula de povoado em povoado oferecendo seus serviços. Em seu caminho vai driblar intrigas, escolher o mal menor, negociar preços, alcançar o confim do mundo e realizar seu último desejo: assim começam as aventuras do bruxo Geralt de Rívia.




    Desde os eventos de A Espada do Destino, cerca de um ano se passou e até onde vão os boatos, Geralt está desaparecido. Logo após a invasão de Nilfgaard em Cintra, a guerra cessou após uma trégua duvidosa, mas novas ameaças representam um grande risco para o rompimento do cessar fogo a qualquer momento. Enquanto isso, Os Esquilos – elfos rebeldes – parecem estar sendo apoiados pelos possíveis invasores e literalmente tocam o terror durante as noites dos Reinos do norte, sendo temidos pelos cidadãos e manchando o quanto podem cidades com sangue. 


    Entretanto, paralelo a esse ritmo irregular está uma parte muito empolgante, a apresentação dos bruxos de Kaer Morhen, sua rotina, um pequeno vislumbre do passado de Geralt e novos personagens que serão cruciais para os próximos livros também são introduzidos de uma forma bastante interessante. Nessa terceira parte, é dado o início a construção da ligação que está sendo desenvolvida entre Geralt e Ciri, baseado nos contos que mencionam a lei da surpresa e o tão temido destino de Geralt durante o encontro com as dríades em A Espada do Destino. Além de como o impacto do destino refletirá nos próximos livros e na vida dos personagens envolvidos. 

    Foi uma leitura executada de modo lento, com clima de conspirações, estratégias, tensão e expectativas. O ponto chave está no cenário político, na apresentação de líderes envolvidos até os dentes numa luta pela conquista de poder e expansão, nas conspirações que se desenrolam nas sombras da guerra. Então, se quer uma boa dica, é melhor ler com bastante atenção e guardar alguns acontecimentos na memória para as próximas leituras, já que o que nos aguarda em Tempo do Desprezo  – quarto volume da saga, é bem mais intenso.

    Leia também:


    QUERO LER O POST COMPLETO

    The Witcher - A Espada do Destino






    Demorei para trazer essa resenha, mas como prometido cá estamos novamente e dessa vez para falar sobre o segundo livro da saga The Witcher,  A Espada do Destino –  Escrito por Andrzej Sapkowski e publicado no Brasil pela editora WMF Martins Fontes. Se você ainda não leu a resenha de O último Desejo, primeiro livro da saga, não se esqueça de conferir. 

    Acredito que já deu pra ter uma ideia do quanto eu sou apaixonada por esse imenso universo criado por Andrzej Sapkowski e especialmente por seus personagens. Então, se você está naquele clima para a série que estreará na Netflix em breve e quer conhecer mais sobre essa obra, caiu de paraquedas no lugar certo. 

    Sinopse

    Geralt de Rívia é um bruxo. Um feiticeiro cheio de astúcia. Um matador impiedoso. Um assassino de sangue-frio, treinado desde a infância para caçar e eliminar monstros. Seu único objetivo: destruir as criaturas do mal que assolam o mundo. Um mundo fantástico criado por Sapkowski com claras influências da mitologia eslava. Um mundo em que nem todos os que parecem monstros são maus e nem todos os que parecem anjos são bons. A espada do destino é o segundo livro da saga do bruxo Geralt de Rívia e terá continuidade com O sangue dos elfos. O primeiro livro a narrar as histórias do bruxo Geralt foi O último desejo, publicado por esta Editora. As aventuras do sagaz Geralt de Rívia, imenso sucesso de crítica e de público e reconhecidas internacionalmente como fenômeno literário, inspiraram a criação do videogame The Witcher.

     

    Informações Básicas


    Título do Livro: A Espada do Destino
    Autor: Andrzej Sapkowski
    Saga: The Witcher
    Editora: WMF Martins Fontes
    Páginas: 348 

    Versões das capas tradicionais e artes baseadas no visual dos jogos produzidos pela CD Projekt Red.

    Em A Espada do Destino é possível notar claramente que o autor manteve sua narrativa dividida em contos. E logo, ainda no início da obra somos surpreendidos com um conto de tirar o fôlego e se não for soar como uma reação exagerada, com um final digno de aplausos e servindo como um ''Abre alas'' para os outros contos que leremos em breve. Além disso, outro fator notável é a variedade de personagens que somos apresentados nessa nova fase – sendo esses recheados de questões muito humanizadas e que conseguem expressar até o extremo que o ser humano é capaz de sentir. 

    O autor trabalha bastante em deixar uma ''mensagem'' em todos os seus contos, a clássica moral muito comum em livros infantis, como por exemplo, no quanto a ambição e cobiça são capazes de  prejudicar  ao extremo quem enxerga a si mesmo como alguém inabalável ( o primeiro conto mostra muito bem isso). Nesse segundo volume, vamos pegando o estilo de narrativa de Sapkowski e já não estranhamos mais os ''saltos'' temporais que nos fazem ler pelo menos umas duas vezes para compreender bem o que é narrado. 

    ''A espada do destino tem dois gumes. Um deles é você. E o outro? O que é o outro, Lobo Branco?''

    No conto ''O limite do possível'' temos o reencontro de Geralt e Yennefer, em uma situação completamente inusitada em companhia de aventureiros em busca de um certo ''Tesouro'',  somos presenteados com uma deliciosa narrativa cheia de surpresas e muita ação. Já no segundo conto, ''Um fragmento de Gelo'' a atmosfera muda completamente e nos deparamos com uma insistente tensão de amantes que são vitimas de uma relação cheia de conflitos e dúvidas, um conto onde conhecemos um lado diferente de Geralt de Rívia.

    Ao longo do livro, temos mais quatro contos maravilhosos que merecem a maior atenção do mundo para aproveitar cada uma das emoções e para não deixar escapar nenhum detalhe desse universo extremamente rico. Aqui vai uma dica muito preciosa para você que pretende ler os livros dessa saga, mantenha-se completamente atento aos contos '' A Espada do destino'' e ''Algo mais'' , pois são de extrema importância para compreender os acontecimentos dos próximos livros e inclusive, são os que mais mexem com nossos sentimentos, pois possuem questões pessoais do Bruxo quanto ao tão temido ''destino''.

    Espero muito que vocês tenham gostado. Um grande beijo e até a próxima. 
    QUERO LER O POST COMPLETO

    The Witcher: O Último Desejo




    Outono é aquela estação que cativa uma boa parte dos leitores com seu clima agradável e que nos faz pensar naquele café fresquinho acompanhado de um bom livro. Recentemente, voltei ao hábito de ler mais livros e isso tem me deixado bastante empolgada, funcionando como uma ótima distração dos problemas cotidianos. É chegado aquele momento em que você precisa escapar do cenário urbano e problemas rotineiros do mundo real, e logo os livros tornam-se a ferramenta perfeita para isso.

    Faz um tempo que li toda a saga The Witcher de Andrzej Sapkowski e em meio ao projeto de lançamento da série que está sendo produzida pela Netflix, resolvi ler pela segunda vez para trazer a resenha aqui no Blog. Como uma grande fã da franquia de Games desenvolvida pela CD PROJEKT RED, não poderia deixar de sonhar em adquirir a saga que deu origem a adaptação para jogo que acabou rendendo o prêmio de Game of the Year em 2015 com o título The Witcher 3: Wild Hunt, e já adianto que não demorou muito para que eu simplesmente ''devorasse'' a leitura de O Último Desejo.

    O primeiro volume te leva para uma atmosfera de lendas polonesas, filosofia e combates bastante envolventes. E claro, uma narrativa onde Sapkowski aguça a curiosidade do leitor através de um universo rico em monstros e aberrações das mais variadas. Além disso, durante o progresso do primeiro livro é inevitável não notar uma característica admirada por muitos leitores desse gênero, a forma como o autor explora a liberdade que tem dentro do que ele mesmo propõe em sua história de uma forma fluída, sem jogar uma informação ali e deixar o leitor confuso. Outro ponto mega positivo é o uso da mitologia eslava como um grande recurso para sua escrita, explorando raças, criaturas bizarras e uma definição de magia como algo que vai além de meros feitiços.

                                             SINOPSE

    ''Geralt de Rívia é um bruxo sagaz e habilidoso. Um assassino impiedoso e de sangue-frio treinado, desde a infância, para caçar e eliminar monstros. Seu único objetivo: destruir as criaturas do mal que assolam o mundo. Um mundo fantástico criado por Sapkowski com claras influências da mitologia eslava. Um mundo em que nem todos os que parecem monstros são maus nem todos os que parecem anjos são bons.

    O irônico, cínico e descrente Geralt de Rívia perambula de povoado em povoado oferecendo seus serviços. Em seu caminho vai driblar intrigas, escolher o mal menor, negociar preços, alcançar o confim do mundo e realizar seu último desejo.''

     Assim começam as aventuras do bruxo Geralt de Rívia.



    Em O Último Desejo, fui surpreendida com uma escrita bastante detalhista, onde nem mesmo os movimentos dos personagens secundários passam despercebidos. A história gira em torno de Geralt de Rívia, conhecido também como Lobo branco (uma clara referência aos seus cabelos) e como carniceiro de Blaviken. Ele é um bruxo, profissão mais do que requisitada em meio a um cenário onde as pessoas frequentemente necessitam de um profissional corajoso o bastante para tirá-los das garras de monstros, assombrações e maldições.

    E apesar de muitos não demonstrarem nenhum tipo de afeição pela figura do bruxo, ele é altamente respeitado nesse universo. Geralt não saí por aí distribuindo sorrisos e também não carrega consigo nenhuma característica de um personagem clichê, todo o tempo você tem a impressão que ele é um senhorzinho ranzinza. A obra é narrada em terceira pessoa, terreno onde o autor nos apresenta Geralt como personagem principal, fazendo questão de elaborar uma criação de vínculo entre leitor e personagem, enquanto nos dá uma imersão em seus pensamentos e bastante características subjetivas. Com o desenrolar da narrativa, você consegue perceber o grande senso de justiça e ética presentes na personalidade do protagonista. O realismo que o autor dá a obra com suas descrições detalhadas, faz com que as lutas sejam realmente épicas, rendendo ótimos parágrafos de pura emoção para nós leitores.
    Além disso, é importante ressaltar que O Último Desejo não possui uma narrativa direta como muitos imaginam e estão acostumados a ver em outras obras. O livro possui contos que narram separadamente diversas aventuras, algumas aleatórias e outras que se conectam com o futuro do bruxo, apresentando personagens distintos e cenários cada vez mais detalhados. O autor aborda temas que passam desde o racismo (elfos, anões) até a subjetividade humana em seus contos, onde pegamos referências claras ao mundo real mesmo dentro de uma fantasia. A leitura flui rapidamente, envolvendo o leitor e quando você menos percebe, já está nos últimos contos e se perguntando ''O que será que vai acontecer?''. 

    O mundo recheado com Plots e ilusões criado por Andrzej te mantém preso até a última página e certamente se tiver tempo livre, irá acabar com a leitura em pouco tempo.

    Um grande beijo e até a próxima.
    QUERO LER O POST COMPLETO

    O Aplicativo que todo escritor precisa conhecer



    Todo leitor passa por aquela época do ano em que a inspiração e o desejo de criar histórias aparecem repentinamente, uma série de acontecimentos se desenrola em nossas cabeças e precisamos correr para anotar tudo no primeiro papel que encontramos pela frente. Isso nos faz esquecer que a tecnologia tem sido uma grande aliada para organizarmos essas ideias e desenvolver nossas histórias de forma mais organizada e de quebra ainda ajudar o meio ambiente.

    Recentemente, pesquisando alguns aplicativos na Play Store, acabei encontrando um que me deixou bem curiosa para testar, um aplicativo chamado Writer Tools. Nessa postagem falarei mais sobre e suas funções que podem te ajudar bastante no processo de criação do seu projeto. 

    Vamos lá?

    WRITER TOOLS



    Writer Tools é um aplicativo desenvolvido com o objetivo de direcionar o progresso de escrita, acompanhando o seu avanço enquanto oferece ferramentas para organização de todo projeto, funcionando como um caderno virtual. Além de contar com uma interface simples e bacana, perfeito para manter suas informações e ideias sempre ao alcance.

    Nesse App gratuito é possível criar toda a sua história de uma forma organizada, sem atrapalhar o processo criativo, além de estimular a escrita por meio de Desafios aleatórios.

    FUNÇÕES


    É importante ressaltar que o beneficio básico do App é ótimo e oferece uma boa experiência para os usuários. O aplicativo possui um plano pago, mas sua função gratuita serve adequadamente para dar o pontapé inicial em um projeto.

    Nele é possível fazer uma descrição completa de seus personagens, desde motivações, psicológico e características físicas, citar uma frase que o defina e depois conferir todas as informações anotadas numa ficha completa.

    Nesse aplicativo você encontrará as seguintes funções disponíveis:
    • Backup
    • Localizações
    • Objetivos Trimestrais
    • Ideias
    • Listas Personalizadas
    • Thesaurus
    • Ideias
    • Desafios de escrita
    • Progresso de Escrita
    • Linha do Tempo
    • Personagens
    • Capítulos

    Essa foi a dica dessa semana para você que está cheio de ideias na caixola e precisa de organização para então dar início ao seu projeto. Writer Tools está disponivel gratuitamente para baixar  em seu Smartphone pela Play Store.
    QUERO LER O POST COMPLETO